Diário das minhas erecções (in Portuguese)

Terça-Feira,

07:38 – Matinal, apensa a recordações do sonho que tive com a Teresa. Estávamos os dois na sala dela a ouvir música de Joe Cocker e a beber um vinho fino do Douro. A certa altura ela sentou-se à minha frente e o meu olho deslizou pela barriga da perna acima. Foi o que bastou.

10:49 – No escritório, enquanto estava sentado com o relatório de vendas anual. Não percebi a razão, talvez as calças sejam um pouco apertadas. A circunstância não previa nada disto.

12:32 – Ao pé da máquina de café, quando passou a boazona do gabinete de Informática. Hoje vinha com decote e o cabelo algo negligé.

13:34 – Na rua, a caminho do restaurante, ao pé de um Outdoor onde aparecia aquela actriz da novela em bikini e a comer uma cereja. A minha imaginação começou a flutuar.

13:57 – Na casa-de-banho do restaurante, após mijadela. Dei uma ou duas sacudidelas a mais do que devia, e pelo meio veio-me a Teresa à mente. Por um triz que não me enfiei nos sanitários para bater uma.

15:09 – No escritório, quando a Paula da recepção me passou uma chamada. A voz dela estava excepcionalmente sexy e eu comecei a divagar no parque, enrolada com ela.

16:33 – No escritório, estranhamente, quando chegou o rapaz da Fedex para trazer uma encomenda. Ele é daqueles putos de vinte e picos, encaracoladinho, e muito lavadinho. Sinceramente não sei o que aconteceu, mas por dois ou três segundos imaginei-o em tronco nu a fazer-me uma massagem. Não sei o que me passa pela cabeça às vezes…

18:13 – No metro, apinhado de gente, enquanto estava encostado a uma ruiva que cheirava a frutos do bosque e o seu cabelo me acariciava a face. Não sei se ela notou alguma coisa, que vergonha…

19:22 – Em casa, quando descalcei os sapatos e me deixei cair na cama a suspirar. A Teresa apareceu ao meu lado e fizemos amor. Foi expontâneo e muito libertador, quase poderia jurar que ela esteve mesmo ali.

20:21 – A preparar o jantar, o aroma dos ingredientes recordou-me um Verão em Vila Nova de Mil Fontes muito bem passado ao pé da Clara.

23:18 – No sofá, a ver televisão e o resumo da Liga dos Campeões. Não percebo porquê, mas esta treta de ver jogadores ali a correrem de um lado para o outro todos musculados e a tirarem camisolas e beijarem-se quando marcam golos mexe de uma maneira bizarra comigo.

23:44 – No sofá, quando passei pelo Cabo e apanhei uma cena de um filme com uma cena erótica com duas gajas. De repente já não estava ali, estava no meio delas.

0:22 – Na casa de banho, antes de lavar os dentes, vieram-me muitas memórias à cabeça. Foi mais forte que eu. Tive de resolver o assunto ali mesmo.

Advertisements

One thought on “Diário das minhas erecções (in Portuguese)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s